GESTORES INDEPENDENTES VS. BROKERS: SAIBA A DIFERENÇA!

Gestores Independentes têm por lei nos EUA, um dever fiduciário para agir no melhor interesse dos seus clientes em todos os momentos. Os bancos e corretoras (seu Private Banker/Broker) geralmente não têm a responsabilidade fiduciária com os seus clientes e, portanto, muitas vezes não tomam decisões que são do melhor interesse dos seus clientes. Por isso, private bankers e corretores estão sempre sujeitos a conflitos de interesses com os clientes.

Gestores Independentes não podem operar no mercado com os seus clientes através de posições proprietárias ou como distribuidores de valores, exceto em circunstâncias extremamente limitadas. Consultores Independentes não possuem posições proprietárias. As corretoras e bancos freqüentemente geram ganhos significativos (através de Ágios / Markup), que não são revelados aos seus clientes, pela operação como distribuidores de valores.

Gestores Independentes cobram dos clientes uma taxa fixa negociada com antecedência e não podem obter nenhuma outra receita em operações com os clientes, sem o consentimento prévio deles. Essas regras estão no formulário ADV que o cliente recebe quando contrata um Consultor Independente. A maioria dos consultores de investimento são remunerados através de uma taxa transparente e definida com o cliente, que é fixa e baseada nos ativos baixo gestão. Isso faz com que os interesses (Gestor/Cliente) estejam sempre alinhados. Já os bancos e corretoras, geram receitas através de transações feitas nas carteiras dos clientes, independentemente da valorização ou desvalorização dos ativos na carteira.

Gestores Independentes, por lei, administram o dinheiro nos melhores interesses dos seus clientes. Eles não exercem outras atividades como Investment Banking ou de subscrição, como bancos e corretoras fazem. Esses outros negócios provocam muitas vezes desvio do foco de interesse e atenção de um banco para outras áreas e ganhos que não é do interesse do cliente.

Gestores Independentes fornecem aos seus clientes um formulário ADV que descreve exatamente como o consultor trabalha e deve obter o consentimento do cliente para quaisquer conflitos de interesses que possam existir. Os bancos e corretores não são obrigados a fornecer e divulgar aos seus clientes esse tipo de informação.